Alimentação e Nutrição

Tentaremos esclarecer alguns pontos sobre a questão da alimentação, que em muitos pontos são diferentes do pensamento da ciência atual. Essa análise foi tomada por base a alimentação do povo japonês. Atualmente os alimentos são divididos em pelo menos dois grupos grandes, que são os vegetais e os animais. Também em ambos os grupos existem defensores ferrenhos disso ou daquilo. Sob essa ótima também falaremos um pouco tentando esclarecer e evitar que os extremos sejam atingidos, visto que o assunto é deveras interessante também.

A nutrição é a base para a formação do sangue e dos músculos no corpo humano. Os vegetais, isto é, as verduras e grãos são suficientes para sozinhas nutrirem o corpo humano. Isso significa que uma dieta vegetariana é plenamente satisfatória. No entanto, o ser humano precisa ter uma vida social e além disso precisa trabalhar e para isso precisa de inteligência, energia e ambição para crescer. Ou seja, os diversos apetites são indispensáveis. É deste pensamento determinado que surge a força e isso se deve à uma alimentação carnívora. Consequentemente, para os habitantes da cidade é recomendável com uma maior parte de carne. Por outro para os habitantes do campo é melhor uma dieta formada com a maior parte de vegetais. Na verdade, basta acompanhar a natureza.

Do ponto de vista espiritualista essa seria a visão ideal. Pode até causar surpresa, mas a carne é necessária principalmente para o povo ocidental, cujas características necessitam de grande energia, ambição e inteligência para poder construir coisas grandiosas. Essa energia se obtém da carne, o que não deixa de ser interessante. Como o povo oriental é mais espiritualizado, isso é de certa forma um conhecimento corrente e aceito, o consumo de carne é bem menor, sendo primordialmente focado em vegetais, legumes e peixes.

Importante salientar que o melhor alimento é aquele natural, isento de agrotóxicos e conservantes, e na ausência deste, o orgânico seria o mais indicado. Muitos são os defensores dos agrotóxicos por diversas razões, mas temos também nossas razões para recomendar exatamente o oposto. Se pensarmos bem, sendo teístas e acreditamos que tudo foi colocado à disposição do ser humano tanto para sua alimentação, subsistência e progresso, ou seja, tudo o que a natureza oferece. A alimentação do ser humano existe inclusive de acordo com sua região, ou seja, os alimentos de cada região são apropriados ao povo que lá reside. Com o organismo do ser humano é a mesma coisa, tudo o que é apropriado tem gosto, sabor agradável, e está na natureza, mesmo tendo o ser humano tendo de plantar. Entendendo a clareza deste raciocínio fica evidente que elementos estranhos disponíveis para alimentação sejam corretamente trabalhados e eliminados pelo corpo, como é o caso dos metais, conservantes e agrotóxicos em geral. Entendemos que o organismo não elimina esses produtos, e são a causa de muitos problemas e desarmonias no corpo quando ele tenta eliminá-los. Essa eliminação ou purificação do corpo devido aos sintomas, principalmente, conhecemos como doença.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, e entendendo que a carne é necessária principalmente para o povo do ocidente, quando ficar doente é lógico que se deve se alimentar com uma maior quantidade de vegetais, pois, estando doente não é necessário usar a inteligência ou energia e os desejos tampouco são necessários. Durante a doença, por causa da febre e das dores, o corpo fica fraco e exausto, por isso, para resguardá-lo é melhor uma dieta vegetariana. No entanto, a nutrição médica da atualidade [pensa ao contrário e] recomenda que assim que se contraia uma doença é melhor aumentar o consumo de carne. Encorajam isso por acharem que o motivo da doença é o corpo ter enfraquecido. Com certeza, este é um erro aterrorizante.
Todas as coisas no Céu e na Terra crescem e se desenvolvem por um processo de dualidade. Exemplos disso são dia e noite, verão e inverno, céu e terra, fogo e água, homem e mulher. A alimentação não constitui exceção.

Nos grãos, por exemplo, o arroz é frente e o trigo verso. Em termos de ser humano, o japonês é frente e o ocidental verso. Por isso, o japonês come arroz e o ocidental trigo. Ou seja, para o japonês o arroz é o alimento principal e por isso não deve deixar de consumi-lo. Não há impedimento no consumo de trigo em pouca quantidade, mas em absoluto [o japonês] não se deve consumi-lo em excesso. Além disso a dualidade também está presente nos vegetais, os grãos são verso e as verduras são frente. E a dualidade também está presente nas verduras e nas raízes. Podemos dizer que aquilo que for branco, vermelho ou preto é frente e aquilo que for verde, azul ou folha é verso. O nabo, por exemplo, é uma raiz branca e por isso frente, mas suas folhas verdes é verso. Assim, podemos dizer que seja o alimento ideal. Naturalmente isso varia conforme a situação. É preciso encontrar a melhor composição possível entre frente e verso.

Peixe é frente, vegetais verso. Ave é frente, peixe é verso. As pessoas precisam ter essas coisas em mente no dia a dia para que possam aplicá-las corretamente. Como o homem costuma trabalhar fora e seu trabalho requer energia e inteligência, ele deve alimentar-se com carne. O ideal seria uma proporção com metade carne e metade vegetais. Como a mulher costuma ficar em casa e realiza muitas atividades corporais, seria muito bom se alimentar com 70% de vegetais e 30% de carne. Ultimamente vêm crescendo os casos de histeria entre as mulheres das classes mais abastadas. Isso se deve à grande quantidade de carne que passaram a consumir.

Como dito anteriormente, essa análise foi realizada tomando-se por base o povo japonês, e isso foi feito há décadas atrás, porém não deixa de ser verdade, muito pelo contrário, ainda continua bastante atual e serve de exemplo e base para vários estudos e conclusões, sendo esse nosso intuito, visando sempre uma saúde concorde com a natureza, sem gerar sofrimentos e ao mesmo tempo trazer alegria para aqueles que assim se dispuserem.

Se quiser aprender mais sobre o assunto, recomendamos fazer um dos Cursos Online Exclusivos da Ultra Ciência.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Inscreva-se para Receber Novidades